Capitão América: o herói mitológico estadunidense

Cleiton Luiz Kerber

Resumo


Vivemos em uma sociedade secularizada, os mitos dos antigos povos perderam prestigio perante o homem contemporâneo, todos os seus ensinamentos e máximas morais estão desprovidos de sentido na sociedade pós-moderna. O que se pretende apresentar nesta pesquisa de natureza teórica e de cunho bibliográfico é a função do mito presente tanto nas culturas da antiguidade como a sua função presente nas narrativas das superaventuras, que vem assumir o papel das antigas mitologias, carregando de simbologia e sacralidade elementos da cultura contemporânea e discutindo temas sociais e históricos de forma crítica e teórica. Aborda-se nesse trabalho o personagem das histórias em quadrinhos Capitão América, desde sua criação até os elementos históricos e sociais que acabaram sendo introduzidos durante a cronologia de suas histórias, caracterizando-o como o mito da nação estadunidense. O super-herói americano assume como características todos os ideais e máximas da cultura e da ideologia norte-americana, servindo assim como os antigos heróis mitológicos como um exemplo a ser seguido pelo povo.


Palavras-chave


Mito; Superaventuras; Cultura Estadunidense; Capitão América.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/diálogo.v0i34.3027

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000